close

Idoso que assiste muita TV tem 24% de chances de desenvolver Alzheimer

Redação Pop Mundi 26/10/2022 17:54

Pesquisa comparou a relação entre o risco de desenvolver Alzheimer após os 60 anos, com duas atividades que não exigem esforço físico.

Uma delas é assistir à televisão e a outra, utilizar o computador, e apesar de em ambas a pessoa permanecer sentada, os resultados foram totalmente diferentes.

Na pesquisa, os idosos que tinham o hábito de utilizar o computador apresentaram 15% menos chances de ter Alzheimer.

Já entre os que permaneciam mais tempo na frente da TV, o risco de desenvolver a doença era 24% maior. De acordo com os pesquisadores, o computador é intelectualmente mais estimulante e pode ser comparado à leitura.

Por outro lado, assistir à televisão é uma atividade cognitiva passiva, em que não é preciso pensar muito. Estudos anteriores demonstraram que manter um estilo de vida cognitivamente ativo pode atrasar o início da demência no Alzheimer.

A pesquisa teve a participação de 146 mil adultos com mais de 60 anos, que não apresentavam demência quando começaram a ser entrevistados. Após mais de 12 anos de acompanhamento, três mil e 500 voluntários estavam com Alzheimer.

Os resultados foram publicados nos Estados Unidos, na revista científica Processos da Academia Nacional de Ciências, na tradução para o português.

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil


Podcasts
28/06/2023
Mensagem do Dia
28/06/2023
Padre Marcelo: ouça o programa de hoje
28/06/2023
Participação da ouvinte Regina no programa do Pe. Marcelo Rossi
26/06/2023
Mensagem do Dia
26/06/2023
Padre Marcelo: ouça o programa de hoje