close

Emoção marca lançamento do documentário "Cavalhadas da Franca"

Redação Pop Mundi 31/07/2022 01:36

A emoção marcou o lançamento do documentário Cavalhadas da Franca: Rumo aos 200 anos, na noite dessa sexta-feira, 29, na Casa da Cultura e do Artista Francano. Membros do Clube das Cavalhadas, autoridades e convidados assistiram, em primeira mão, o vídeo que eterniza a história desta que é uma das mais tradicionais manifestações culturais da cidade.

As Cavalhadas de Franca são a terceira mais antiga do país, com surgimento em 1831. Os quase dois séculos foram narrados no documentário por participantes do teatro sobre cavalos, com imagens históricas que remontam ao final do século XIX, entrevistas de corredores já falecidos a programas de televisão e o depoimento dos amantes do folguedo folclórico.

O documentário traz entrevistas realizadas pela colunista social Sônia Menezes Pizzo, a Patrícia, grande apoiadora das Cavalhadas. E relatos de Ismar Jacintho, falecido recentemente, um dos grandes entusiastas do evento. A história das Cavalhadas da Franca e da família Jacintho, inclusive, se misturam.

“As Cavalhadas estão chegando ao seu bicentenário e o intuito deste projeto foi imortalizar o acervo, a história que nós temos. Nós temos um acervo vastíssimo de material, vídeos e fotos”, disse o presidente do Clube das Cavalhadas da Franca, Marcus Vinícius Falleiros.

O prefeito Alexandre Ferreira, que também é corredor das Cavalhadas, afirmou que o espetáculo é um patrimônio francano construído por diversas mãos. “Somos uma família. A gente gosta um do outro, a gente cuida dos meninos um dos outros. E essa é a história das Cavalhadas”, disse Alexandre. “Achei muito legal a iniciativa de registrar o que é as Cavalhadas de Franca. Vendo o documentário, a gente revive tudo aquilo, passa um filme, a gente vai resgatando um filme de tudo o que viveu desde quando era pequenina. A gente fica emocionada”, disse Milena de Freitas Murari, que foi princesa das Cavalhadas da Franca em 2004. Ela vive as Cavalhadas desde criança, quando seu pai Luís Hamilton Bruxelas de Freitas já corria e hoje é casada com o também corredor Gabriel Murari.

“A emoção de ver o documentário pronto é gigantesca”, afirmou Gabriel Murari, que faz parte da direção do clube Cavalhadas da Franca. “Hoje foi difícil segurar as lágrimas ao assistir este belo documentário”, confessou Pedro Lemos, diretor administrativo do clube e corredor há mais de 10 anos.

Foto: Divulgação


Podcasts
11/08/2022
Padre Marcelo: ouça o programa de hoje
11/08/2022
Mensagem do Dia
10/08/2022
Padre Marcelo: ouça o programa de hoje
10/08/2022
Mensagem do Dia
09/08/2022
Mensagem do Dia