close

'Se não abrir leitos nós vamos entrar com ação judicial', diz prefeito

Redação Pop Mundi 26/01/2022 09:06

Na manhã desta quarta-feira (26), o Prefeito Alexandre Ferreira esteve na Rádio Imperador juntamente com o vereador Daniel Bassi. As autoridades responderam perguntas em um bate-papo descontraído.

Alexandre iniciou falando sobre a atual situação da pandemia de covid-19 e as mudanças para atender a demanda de casos.

“Nós transformamos o pronto-socorro Álvaro Azzus e 3 UBS’s exclusivas para casos de covid-19 e síndromes gripais. Anteriormente, a cidade tinha em média 250 positivos por dia e agora são 800”, destacou.

Em relação a testes de covid-19, o prefeito ressaltou que a Prefeitura tem dinheiro, contrato e licitação, mas as empresas não tem produto para entregar. E isso provoca uma nova preocupação nas autoridades.

“Veja bem, nós recebemos 6 mil testes do Estado logo em seguida compramos 20 mil testes de uma empresa. Eles enviaram apenas 2 mil e disseram que não tem previsão para chegar o restante”.

Atualmente, a rede pública de saúde tem apenas 10 mil testes e diariamente cerca de 1.200 pessoas realizam o exame. Todo paciente que for até uma unidade deve consultar com o médico, realizar o teste e ir embora com atestado determinando quarentena de 7 dias.

O vereador Daniel Bassi questionou o prefeito em relação os leitos de UTI Covid e enfermaria que estão sendo alvo de críticas da população nos últimos dias.

“Eu estou participando de diversas reuniões e pedindo pro Estado abrir mais leitos em Franca. Eu já mostrei a necessidade e a gravidade, mas eles não fazem nada, faz muito tempo que estamos nesse impasse. Ontem durante uma reunião eu falei que se não houvesse atitude, nós teríamos que entrar com ação judicial”, destacou o prefeito.

No auge da pandemia, o Estado disponibilizou 80 leitos para Franca mas atualmente a cidade conta com apenas 57 sendo 46 de enfermaria e 15 UTI. Ferreira afirmou que precisa urgentemente abrir 27 leitos na região de Franca sendo 12 apenas na Santa Casa.

“Na manhã de ontem, tinha 20 pessoas precisando urgente de internação e não tinha leitos em Franca. E eu falei que só saía do hospital quando eles conseguissem vaga e nós conseguimos, transferimos alguns para Ipuã, outros para São Joaquim e Ituverava.”

O prefeito disse que no dia 04 de janeiro a Prefeitura enviou um documento para o Estado de SP requisitando a abertura de novos leitos devido o avanço da variante Ômicron na cidade, mas não houve resposta.

Questionado sobre medicamentos na rede pública, Alexandre explicou que as empresas também não estão tendo produto suficiente para enviar.

“Nós estamos abastecidos, não posso afirmar até quando, mas atualmente estamos. Isso porque em dezembro quando houve aumento de casos, eu pedi para comprar e criar um estoque de remédios porque eu sabia que ia precisar mais pra frente. Hoje nós temos bastante quantidade de medicamentos, mas caso essa situação com as empresas não melhore, podemos ter problemas daqui um tempo”, finalizou o prefeito.

 

Foto: Pop Mundi / Rádio Imperador


Podcasts
27/05/2022
Mensagem do Dia
26/05/2022
Padre Marcelo: ouça o programa de hoje
26/05/2022
Mensagem do Dia
25/05/2022
Padre Marcelo: ouça o programa de hoje
25/05/2022
Mensagem do Dia